quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Relacionamentos 1-3


O que é um relacionamento? Será que é uma forma cordial de entre 2 pessoas mantem uma comunicação agradável? Será que para existir uma relação, tem de existir afeto? Será que tem de ser amoroso ou harmonioso?
Tenho presenciado vários casos em que se fala de maus relacionamentos. Por alguma razão, as pessoas tomam direções e caminhos diferentes.
Quando 2 pessoas se conhecem, profissionalmente ou de carater pessoal, essas passam a relacionarem-se.
O modo e a forma como o farão é que vão demarcar a diferença, se essa relação será harmoniosa ou conflituosa. Em qualquer um dos casos é um relacionamento.
Tal e qual como uma bola de metal, também conhecida como esfera, se encontra com outra esfera. Ao tomarem o 1º contato, até pode não existir nenhum tipo de atração, como também pode acontecer um magnetismo, que mesmo já existindo caminhos delineados, deixam de fazer sentido e aquele novo sim.
Quando 2 esferas se eletrizam uma à outra, em que o prazer de uma é a obtenção do prazer da outra, de uma forma inconsciente, elas passam a criar um novo caminho, com apenas um único sentido. A cadencia é precisamente a mesma, pois nenhuma delas permite que alguma se deixe ficar para trás ou desmotivar-se.
Quando um obstáculo é imposto nesse trajeto, ambas as esferas, vão contorna-lo de forma a entreajudarem-se, apoiando-se constantemente.
Tudo fazem de forma a solidificar que a opção tomada, é a mais certa e até mesmo de modo a corroborar, que não existe mais nenhuma. Todas as pontes nesse sentido estão cortadas.
Mas com o tempo tudo se desgasta e corrói de modo a existir uma menor fluidez. Tal como um pavio de uma vela, que inicialmente faz acender a chama.
A falta de “inputs” novos, leva a relação inicial fogosa, a uma rotina cansada e fatigante.
Tanto a nível profissional como pessoal, passa a existir a necessidade de se ter um nova esfera.
Essa “nova” esfera, vai recrear um “novo” pavio. Dessa forma, o dialogo passa fazer sentido novamente. Já se tem um novo tema, aquela “nova” esfera que tem de ser ensinada e trabalhada. Educada e disciplinada.
A “nova” esfera, foi o “novo” input.
Mas quando este começa a fazer parte da rotina, a situação volta anterior, volta ao de cima. Só que de forma ampliada, pois agora o numero de esferas aumentou.

Sem comentários:

Enviar um comentário