Be You - Act Today

Be You - Act Today
Linha de pensamento: "Somos o que pensamos e tornamo-nos no que fazemos." Paulo Renato

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Procrastinação



Este é um “palavrão” que custa muito caro. Tendencialmente conduz pessoas ao desespero, desmotivação e um dos grandes causadores da depressão.
 
Procrastinar é adiar constantemente aquilo que sabe o que tem de fazer. Acredito que muitas das vezes, sabe o que fazer, mas nem sempre faz o que realmente sabe.
 Então o que é que está a falhar?
Tomar uma decisão.
 
Daí a importância de se ter um Coach, não porque lhe vai dizer algo que não saiba já (possivelmente), não porque o vai conduzir por um caminho que já o conheça, mas porque em conjunto, se vai criar estratégias e quebrar o paradigma da procrastinação e fazê-lo/a agir.
 
É neste momento (como já o disse noutras alturas), que usualmente aquela simples palavra com apenas 4 letras, funciona como limitador, (ainda agora acabei de a dizer, mas num sentido mais racional. Vamos então aplica-la numa perspectiva mais emocional).

Pense por um momento numa situação que gostaria de mudar na sua vida e que tem de tomar uma decisão quanto a isso.
Agora questione-se: “COMO?”
Normalmente quando introduz o “como” relativamente a um assunto ou situação que está "emocionalizado", é quando toda a sua visão parece ficar turva; os pensamentos positivos ou o raciocínio lógico, parece desaparecer ou focar-se apenas naquilo que não quer; por vezes o sentimento de angustia ou de desespero, parecem tomar conta de si. Costuma acontecer-lhe algum destes resultados?
Pois bem, vou deixar-lhe aqui uma estratégia que o/a poderá ajudar a tomar decisões mais facilmente e corromper o hábito de procrastinar:
  1. Seleccione o que quer mudar, transformar ou alterar;
  2. Escreva quais as várias opções que o seu conhecimento e experiência, lhe tragam como o caminho a ser tomado;
  3. Das várias opções, vai escolher aquela que lhe pareça a melhor. Pode igualmente escolher uma outra, que poderá funcionar como alternativa. Neste passo, pode ainda fazer um exercício muito simples:         
    (Criar uma 3ª opção, com a junção da opção A e B, fazendo a opção IDEAL)
  4. Há opção que determinar ser a melhor, escreva agora as razões que farão assumir o compromisso. Invoque as razões racionais e principalmente as emocionais. Quando estiver atribuir as razões, englobe desde já, os seus ganhos ou recompensas que obterá se tomar esse caminho. Se assim o entender, crie uma história mentalmente ou escreva, de como essa opção ganha força com a tomada de decisão e até onde pode chegar, daqui a 10 anos, (este é o momento certo para dar largas à sua imaginação e deixar-se alimentar pelos seus sonhos e como os pode tornar realidade).
  5.  Neste momento, acha que já tem tudo para tomar a decisão? Possivelmente de um modo como nunca antes se sentiu, tão cheio de recursos pessoais, para o fazer.
  6.  FAÇA-O. Passe há ACÇÃO.

    Sabe que existe uma enorme diferença entre ter a intenção e passar a agir (ir ao ataque).

    Todo o tempo que desperdiçar a pensar mais, vai ser aproveitado para com que a procrastinação ou o seu hábito antigo de adiar, delimite os seus pensamentos e novamente voltará a ser abalroado por todo o tipo de desculpas, que tem alimentado o seu insucesso.

    Passe imediatamente ao ATAQUE!

    Paulo Renato

Sem comentários:

Publicar um comentário