Be You - Act Today

Be You - Act Today
Linha de pensamento: "Somos o que pensamos e tornamo-nos no que fazemos." Paulo Renato

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Vendas D2D - Persistência

video

A maioria das vezes, não se faz algo por falta de confiança, então o que custa mais, é dar o 1º passo.
Após esse passo, aquele estado de desconfiança e incerteza de si mesmo, transforma-se em algo que até aquele momento seria impossível de concretizar.
O mesmo não significa que obtenha sucesso à 1ª, 2ª ou 3ª vez que tenta. Até pode ter sucessivos fracassos, mas que estes sejam interpretados como “fracassos temporários”.
A sua persistência contínua, vai leva-lo ao seu sucesso pretendido.
Pode custar e até ter a percepção de que nunca lá chegará, mas isso só acontecerá se desistir quando esse sentimento lhe bater à porta da sua mente e deixa-lo entrar.
A partir desse momento deixou de ser um sentimento ou mesmo pensamento momentâneo e passa a ser parte de si mesmo.
Não permita que a falta de crença em si, das suas próprias incertezas ou por parte dos outros, tomem conta de si.
As suas limitações começam e terminam no seu próprio EU.
Acredite no que faz, acredite no que representa, acredite no seu produto, pois esse é a imagem que vê todos os dias quando se penteia. O seu produto é você mesmo.

Persista até alcançar o que deseja.

Transforme-se num COMERCIAL de EXCELÊNCIA.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

A satisfação de necessidades, leva-nos ao inimaginável!

Um homem que estava desempregado entra num concurso para ser empregado de limpeza da Microsoft. O gerente de recursos humanos entrevista-o, faz um teste (pede para ele varrer o chão) e lhe diz: "o serviço é seu. Me dê o seu e-mail para que eu envie a ficha de inscrição, a data e a hora em que você deverá se apresentar para o serviço".
O homem, desesperado, responde que não tem computador, muito menos e-mail. O gerente de RH disse então que lamentava o ocorrido, mas que a ausência de e-mail significava que virtualmente o homem não existia, e que, como não existia, não poderia trabalhar.
O homem saiu desesperado, sem saber o que fazer e com somente 10 dólares no bolso. Decidiu então ir ao supermercado e comprar uma caixa com 10 quilos de tomates. Indo de porta em porta, resolveu vender os tomates a quilo e, em menos de duas horas, já tinha conseguido duplicar seu capital. Depois de repetir a operação mais três vezes, voltou para casa com 60 dólares.
E assim o tempo passa. O homem verifica que pode sobreviver dessa maneira, sai de casa cada dia mais cedo e chega do trabalho cada dia mais tarde. Pouco tempo depois compra uma kombi, depois a troca por um caminhão e chega a ter uma pequena frota de veículos para distribuição.
Cinco anos depois, o homem se torna dono de uma das maiores distribuidoras de alimentos dos Estados Unidos. Pensando no futuro da família, decide tirar um seguro de vida. Chama um corretor, acerta um plano justo e, quando a conversa acaba, o corretor lhe pede um endereço de e-mail para enviar a proposta.
O homem responde que não tem e-mail.
Curioso, o corretor lhe disse: "Você não tem e-mail e chegou a construir esse império. Imagine o que você seria se tivesse um e-mail!".
E o homem responde:
"Seria empregado de limpeza da Microsoft!"
Moral da história 1: a internet não soluciona sua vida;
Moral da história 2: se você quer ser empregado de limpeza da Microsoft, procure ter um e-mail;
Moral da história 3: Se você não tem um e-mail, mas trabalha muito, pode se tornar milionário;
Moral da história 4: se você recebeu isto por e-mail, está mais perto de ser empregado de limpeza do que milionário.
Encontrei e gostei!